terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Projeto Terapias Holísticas Integradas realiza ação em centro obstétrico

Ney Silva


O projeto Terapias Holísticas Integradas desenvolveu mais uma ação voltada para melhorar a qualidade de vida da comunidade. A convite de um grupo de estudantes de enfermagem da FTC-Faculdade de Tecnologia e Ciências, a equipe coordenada pelo terapeuta Ney Silva visitou o Centro Obstétrico do Hospital Geral Clériston Andrade na tarde desta terça-feira (06).
As alunas de enfermagem estão fazendo PES- Programa Especializado de Socialização. Uma das atividades era promover uma ação com terapeutas holísticos.A estudante Tiandra foi quem fez o convite a equipe de terapeutas.
O terapeuta Ney Silva acompanhado das terapeutas Miralva Alexandre e Nilzélia Borges foram recebidos pela equipe do Centro Obstétrico. Os servidores que estavam de plantão incluindo uma médica, técnicos de enfermagem e enfermeiros foram beneficiados com aplicações de massagens relaxantes, Reiki, Quelação de Mãos de Luz e Hipnose.

domingo, 20 de novembro de 2011

Projetos sociais beneficiam moradores do bairro Conceição I

Ney Silva
Os moradores do bairro Conceição I foram beneficiados neste sábado (18), com a execução dos projetos Ação e Cidadania, desenvolvido pela enfermeira Rosângela Geraldes e Terapias Holísticas Integradas, coordenado pelo terapeuta Ney Silva e participação da terapeuta Miralva Alexandre.
Os projetos foram realizados no prédio anexo da escola municipal Eurides Franco de Lacerda. Adultos e crianças participaram de várias atividades recreativas, de lazer, saúde e beleza.
As crianças se divertiram bastante com brincadeiras e apresentação de karatê Shotokan no pátio da escola.
A sala destinada a maquiagem e beleza foi bem movimentada. Houve corte e escova gratuitamente além de orientação sobre limpeza de pele.
O projeto Ação e Cidadania foi realizado conjuntamente com o projeto Terapias Holísticas Integradas. Em uma sala transformada em espaço para atendimento á comunidade, o terapeuta Ney Silva e a terapeuta Miralva Alexandre atenderam dezenas de pessoas e a própria equipe de trabalho coordenada pela enfermeira Rosângela Geraldes.
Jose de Jesus Sales é servidora da escola. Ela conta que nunca ouviu falar em terapias holísticas. Sentindo dores fortes na nuca e nas vértebras lombares aceitou uma rápida sessão de hipnose anestésica. Segundo ela, o resultado foi espetacular." Muito boa essa terapia. Todas as dores que mim incomodavam passaram completamente", afirmou.
A técnica em enfermagem Rafaela Conceição de Almeida também disse que não conhecia as terapias. Ela estava com a parte superior das costas totalmente travada, sentia cólica forte e  dores diversas. Submetida a uma sessão de hipnose ela também diz ter superado o desconforto.
Gorete Cardoso dos Santos que também é técnica de enfermagem disse que estava muito estressada e sentia a cabeça um pouco pesada. " Eu gostei das terapias. Estou com o corpo leve e radiante. Quero fazer novamente", afirmou.
O vereador Luiz Augusto de Jesus (Lulinha) foi prestigiar o evento. Ela já conhece os benefícios das terapias e recebeu uma sessão de Reiki com a terapeuta Miralva Alexandre.
A diretora da escola Eurides Franco de Lacerda, professora Tereza da Silva Pereira estava contente com o trabalho de ação e cidadania desenvolvido pela enfermeira Rosângela Geraldes e equipe." Ela é muito comunicativa e responsável no desempenho do seu trabalho. 
Estou super feliz com a presença de vocês. O resultado foi maravilhoso", disse.
Os projetos Ação e Cidadania e Terapias Holísticas Integradas vão se fortalecer ainda mais. Em breve duas massoterapeutas vão fazer parte da equipe coordenada por Ney Silva. 
A professora de enfermagem Rosângela Geraldes gostou tanto das terapias que está se preparando para ser terapeuta holística. Ela vai passar por um rígido treinamento e vem recebendo orientações necessárias para conhecer o maravilhoso mundo bioenergético do ser humano." Para mim será uma experiência nova e muito interessante. Quero aprender principalmente anatomia energética", afirmou.


Confira mais fotos do evento:











sábado, 29 de outubro de 2011

Terapias Holísticas se destacam durante Feira de Saúde

Ney Silva

A comunidade do Parque Brasil foi beneficiada na manhã deste sâbado (29), com diversos serviços para melhorar a auto estima e a qualidade de vida das pessoas. A creche do Tio Jonas realizou uma Feira de Saúde com a inclusão de atividades de lazer, estética, serviços de saúde e terapias holísticas.
O projeto Terapias Holísticas Integradas coordenado pelo terapeuta Ney Silva com a participação da terapeuta Miralva Alexandre fez parte das atividades. Dezenas de moradores do Parque Brasil tiveram a oportunidade de conhecer terapias como Reiki, Quelação de Mãos de Luz e Hipnose para relaxamento.

Na área de saúde, estudantes de enfermagem da Faculdade Anísio Teixeira e técnicos de enfermagem da Pete (Profissional Escola de Técnicos de Enfermagem), fizeram vários procedimentos para melhorar a saúde de adultos e crianças.
Um dos procedimentos mais procurados principalmente por idosos foi aferição da pressão arterial. Os profissionais de saúde deram orientações de como se prevenir de doênças.
A professora de enfermagem Rosângela Geraldes coordenou uma  equipe de estudantes. Muito simpática e atenciosa com seus alunos e com as pessoas que chegavam ao local, ela destacou-se pela simplicidade e espírito de servir ao próximo.

Encantada com as terapias holísticas, Rosângela submeteu-se a uma sessão de hipnose para relaxamento. Ela reclamava que ficou um dia inteiro sem trabalhar em decorrência de fortes dores na coluna. Depois da sessão todas as dores desapareceram. Para ficar ainda mais relaxada  buscou uma sessão de reiki com a terapeuta Miralva Alexandre.

Ao entender  o objetivo do projeto Terapias Holísticas Integradas, Rosângela Geraldes fez uma parceria com a equipe de Ney Silva e agora, ela e seus colaboradores vão se integrar ao projeto.

Outros Serviços:
Além das terapias holísticas, a Feira de Saúde promovida pela Creche do Tio Jonas teve serviços de estética e beleza com aplicação de escova, manicure e pedicure.

Tio Jonas mostrou-se satisfeito com a realização de todos os serviços e destacou a novidade desta Feira de Saúde que foi a inclusão das terapias holísticas. Ele disse que em breve vai solicitar mais procedimentos para melhorar a qualidade de vida da população.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Conheça a importância da hipnose

A hipnose é uma técnica consagrada em trabalhos psicodinâmicos de terapia e desenvolvimento pessoal.Quando usada adequadamente facilita as mudanças positivas na vida das pessoas.



Toda hipnose é Auto-hipnose. Todos podem aprender usar esse recurso em seu próprio benefício sem depender de qualquer formação acadêmica.


A hipnose não é sono. A pessoa hipnotizada sempre está no controle de todos os seus atos, embora pareça estar "inconsciente" , dormindo profundamente e não lembrando de nada. Na VERDADE

a pessoa hipnotizada lembra de tudo.


HISTÓRICO DA HIPNOSE.


DO ANTIGO EGITO AO SÉCULO XXI.


A hipnose vem sendo usada pelo homem desde a mais remota antigüidade. Povos antigos como os Egípcios, Caldeus, Babilônicos e Gregos já faziam uso dela. Encontramos na Bíblia a primeira descrição de uma indução hipnótica:


" Então o Senhor Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas, e cerrou a carne em seu lugar; " (Gênesis cap. 2 vers. 21).


Seria isto uma descrição do uso da hipnose em cirurgia?


Alguns papiros descrevem com detalhes o uso da hipnose na medicina do antigo Egito. No passado pensava-se que a hipnose fosse produzida por um poder misterioso, um "dom sobrenatural" reservado somente a poucas pessoas escolhidas... hoje sabemos que a hipnose faz parte do comportamento psicodinâmico normal do homem. Mesmo sendo a hipnose um estado sui generis, não se diferencia dos estados emocionais comuns, como veremos mais adiante.


No século XVIII, o médico austríaco Franz Anton Mesmer, defendeu a tese que a hipnose era produzida por um "fluído universal" (energia) do qual fazia parte todas as coisas do universo, denominando ainda, esse fluido, nos corpos vivos, de "magnetismo animal", devido as suas características de fluxo e refluxo, atração e repulsão, semelhante ao magnetismo mineral (segundo os 27 aforismos por ele publicados em Paris, em 1776).


Como a sua teoria, à respeito da hipnose, não pôde ser confirmada, ele foi destratado e considerado um charlatão.Mesmer estava 200 anos à frente do conhecimento de sua época ao pensar que o universo era composto de uma única energia que se modifica segundo a vibração. Mesmer morreu pobre em 1815, em Weiler sua terra natal.


Em 1842, foi a vez do médico inglês James Braid redefinir e "rebatizar" a hipnose, dando-lhe o nome de hipnotismo, considerando-a um sono artificial produzido pelo cansaço do nervo óptico.


No mesmo século XIX, o grande neurologista francês, Jean-Martin Charcot, considerado o criador da neurologia, pensava que a hipnose fosse um estado patológico, produto da histeria ("doença" que ele havia descrito com luxo de detalhes). Charcot dividia a hipnose em três estados bem diferenciados: letargia, catalepsia e sonambulismo.


Coube a outro médico francês, Henry Bernheim, demonstrar que a hipnose não era um estado patológico, e sim um estado psicodinâmico normal, produzido pela sugestão, e que as pessoas, quando, mais inteligentes e normais, melhor e mais facilmente entram em hipnose profunda. Demonstrou também que os três estados descritos por Charcot, eram produtos da sugestão.


No final do século XIX, outro médico de Viena, Sigmund Freud, após ter feito um estágio com Charcot, na Salpetriere e mais tarde com Bernheim, em Nancy, começou usando a hipnose como procedimento terapêutico. Procurando que as pessoas em estado hipnótico, voltassem a reviver ou lembrar os episódios (traumas) que deram origem aos seus sintomas. E assim conseguia cura-las (hoje poderíamos chamar aquele procedimento de Freud de técnica de "regressão de memória").

Mais tarde, o próprio Freud desenvolveu um novo método de cura, modificando o seu método inicial apoiado na hipnose. Este novo método denominado Psicanálise, baseado na associação de idéias e na interpretação dos sonhos (1900), deixa de lado o uso da hipnose ( veja Milton Kline, "Freud y la Hipnosis".


Editora Paidos ).


Enquanto isto, na Rússia, o grande fisiologista Ivan Petrovich Pavlov, demonstrou por meio do estudo dos reflexos condicionados, que a hipnose é uma forma de resposta do sistema nervoso central, comum ao homem e a os animais. Seu discípulo Bikov, demonstrou também, que todos os órgãos internos respondem ao mecanismo do
condicionamento reflexo ( "El Trabajo de la Corteza Cerebral", Moscou).


Por sua vez K. Platonov, outro discípulo de Pavlov, demonstrou que a palavra, no estado hipnótico, podia modificar as funções de todo o organismo, corrigindo e alterando os reflexos condicionados. Isto tornou possível o controle das funções dos órgãos internos por meio do treinamento reflexo e da hipnose ( " La Palabra como Factor Fisiológico y Terapeutico", Moscou, 1958 ).


Embora Pavlov, erroneamente, chegou também a pensar que a hipnose fosse uma "inibição cortical, semelhante ao sono" (naquela época a fisiologia dos mecanismos cerebrais ainda não era bem conhecida, e muito menos a bioquímica do sistema nervoso). Mesmo assim, a reflexologia pavloviana abriu uma enorme possibilidade de pesquisa sobre os mecanismos neurofisiológicos da hipnose. Demonstrando de modo inquestionável a realidade da resposta hipnótica e o seu valor terapêutico.


A partir da década de 50, médicos e psicólogos americanos, passam a estudar a hipnose mais profundamente, estudando o comportamento das pessoas em hipnose e a atividade elétrica cerebral, chegaram assim a compreender melhor a natureza psico-dinâmica da hipnose. Destacando-se os trabalhos dos doutores:

Clark Hull, Davis & Husban, Le Cron, Bordeaux, Milton V. Kline ("Hipnose e Psicologia Dinâmica", Paidos), Wolberg


("Hipnoanálise", Paidos) e Milton Erickson (Hipnose Clínica e Experimental); este último considerado o criador da chamada "Hipnose Moderna" ou hipnose Ericksoniana, tão difundida hoje em dia.


Hoje sabemos que a hipnose nada tem a ver com o sono. Ela se assemelha mais com o sonhar (atividade REM), com a ensonhação, com a meditação e com os estados alterados de consciência (transe).


A hipnose faz parte da vida psíquica normal do homem, não é patológica nem perigosa. Toda comunicação é hipnose. Toda emoção intensa é hipnose. "A hipnose é um estado emocional intensificado (emoção estabilizadora ou alteradora) , usado por todas as mães desde o nascimento de seus filhos" ( Galina Solovey e Anatol Milechnin). A hipnose é comunicação de idéias, presente em toda comunicação humana.


"Tudo é hipnose, nada é hipnose" diz Richard Bandler e John Grinder ( "Sapos em Príncipes" e "Atravessando". Editora Summus). Toda hipnose é auto-hipnose. Ninguém pode ser hipnotizado contra sua vontade. A pessoa hipnotizada está sempre no comando. O hipnotizador é um mero instrutor que ensina as pessoas a trabalharem seus estados alterados de consciência ( Charles Tart ), seus estados emocionais intensificados ( Galina Solovey) ou seu psicotranse (Eliezer C. Mendes).


AS EMOÇÕES BÁSICAS


As emoções são compreendidas segundo a classificação de Hess, como:


a) Emoção ergotropa ( emoção alteradora), aquela que prepara o indivíduo para a luta ou a fuga; está vinculada as reações do sistema nervoso simpático.


b) Emoção trofotropa (emoção estabilizadora), aquela que prepara o indivíduo para o repouso e a assimilação das energias reparadoras do organismo; está vinculada as reações do sistema nervoso parassimpático.


INDUÇÃO À HIPNOSE


O estado hipnótico pode ser induzido por estimulações fortes: entusiasmo, agitação, dança, etc.;


ou por estimulações suaves e rítmicas: música, relaxamento, meditação, etc..


A hipnose está vinculada ao sistema límbico e ao hipotálamo ( centros cerebrais que regulam as emoções básicas),


interagindo com todas as funções do organismo através do sistema simpático e parassimpático ( como acontece em qualquer emoção), tendo ainda a participação das áreas corticais específicas de cada função seletiva ( Damásio "O Erro de Descartes"; LeDous "O Cérebro Emocional").


Hoje as técnicas modernas da eletroencefalografia computadorizada (mapeamento cerebral), e do TEP (termógrafo de positrons), confirmam a natureza psicodinâmica e neurofisiológica da hipnose, muito diferente do estado de sono que antigamente pensava-se que fosse. A hipnose não é sono. A hipnose se assemelha muito ao estado de sono paradoxal (sonhos), onde estão presentes as ondas cerebrais lentas (ritmo alfa e teta ).


Durante a hipnose existe uma certa sintonia entre os padrões da atividade elétrica cerebral do hipnotizador e os da pessoa hipnotizada (interação inconsciente), isto é mais evidente no chamado processo de captação ou transidentificação (o que favorece muito a indução).


"A Hipnose é a habilidade de entrarmos em contato com a nossa capacidade de otimização e criatividade, vencendo nossos limites. A hipnose é a ciência voltada para a expansão do potencial humano" ( Brian Weiss).


Mesmo que a hipnose tenha sido inicialmente desenvolvida como um método de cura (Mesmer), ela por sí não cura nada. Ela é uma emoção límbica como qualquer emoção do nosso dia-a-dia, sua utilidade na educação e reprogramação do comportamento supera qualquer outro procedimento, porque polariza a atenção de forma seletiva e concentrada, facilitando a programação do subconsciente. Por meio dela podemos desenvolver as habilidades represadas, liberando o potencial do nosso inconsciente.


Todos deveríamos aprender usar esse recursos desde criança. (Veja Relaxamento para Crianças).


A HIPNOSE NO ESPORTE


A hipnose é muito útil no treinamento dos atletas, pois melhora o rendimento físico e psicológico, ajudando-os superar os seus limites e conquistarem os recordes tão sonhados. Este recurso vem sendo utilizado em vários países do primeiro mundo, como já temos visto veiculado na mídia.


Agora, para felicidade da hipnologia no Brasil, encontramos pessoas interessadas em levar esse recurso para o recinto acadêmico, com essa finalidade a Profa. Dra. Maria Regina Brandão, do Curso de Pós Graduação de Psicologia Esportiva, da UNIFMU, trousse o psicólogo cubano Hiran Mario Valdes Casal, para ministrar  em São
Paulo o Primeiro Curso de Hipnose no Esporte. Valdes Casal participou do treinamento dos atletas Olímpicos de Cuba. Atualmente ele da aulas na Universidade Federal de Brasilia.


ALTERAÇÕES DAS PERCEPÇÕES NA HIPNOSE


Por meio da hipnose podemos alterar as percepções, induzindo ilusões e alucinações positivas (ver, sentir ou ouvir o que não existe) ou alucinações negativas (deixar de ver, sentir ou ouvir o que existe) mesmo que a pessoa mantenha seus olhos abertos durante o transe hipnótico.


O TEP ( Termo-Emissor de Positrons) aparelho que registra as áreas de funcionamento do cérebro,confirma que durante a hipnose o cérebro atua de uma forma seletiva frente às induções hipnóticas.

domingo, 23 de outubro de 2011

A Bahia está atrasada na inclusão de terapias holísticas nos serviços de saúde pública

Ney Silva


As terapias holísticas vem avançando no Brasil e no mundo. Ainda discriminados pela ação voraz de alguns profissionais de saúde e de laboratórios na busca gananciosa em oferecer medicação sintética cheia de efeitos colaterais, os terapeutas não vem tendo principalmente na Bahia, oportunidade junto ás prefeituras e ao governo do estado para atuar  de forma livre complementando a ação de médicos, psicológos, fisioterapeutas entre outros.


Vale salientar que esse atraso com relação as terapias holísticas e o serviço público de saúde acontece na Bahia por falta de interesse político. No Rio Grande do Sul os postos de saúde e as policlinicas tem até salas para meditação. Em João Pessoa, capital da Paraíba, a Prefeitura vem organizando esses procedimentos.  

 
No estado de São Paulo, os hospitais Albert Einstein e Sírio Libanês tem atendimento com terapias integrativas desenvolvidas com sucesso. Pesquisas em todo o mundo vem comprovando que as terapias complementares aplicadas com supervisão de pessoas devidamente habilitadas tem raros efeitos colaterais e de um modo geral causam bem estar, melhorando a qualidade de vida de adultos e crianças.

sábado, 22 de outubro de 2011

Projeto Terapias Holísticas atende comunidade do Mangabeira

Ney Silva


Os moradores do bairro Mangabeira participaram na manhã deste sábado (22), de uma ação social desenvolvida pela Associação Comunitária São Brás. O evento reuniu dezenas de pessoas na praça do bairro. Elas tiveram acesso a serviços do SAC Móvel, Feira Digital, corte de cabelo e aferição de pressão arterial.


O projeto Terapias Holísticas Integradas coordenado pelo terapeuta Ney Silva com a participação da terapeuta Miralva Alexandre também atendeu a comunidade. A aplicação de terapias como Reiki e Hipnose foi feito no salão da sede da associação próximo a igreja.
A terapeuta Miralva Alexandre mais uma vez realizou com sucesso seu trabalho com Quelação de Mãos de Luz e Reiki. Algumas pessoas com estresse, dores diversas e descontrole emocional sentiram-se bem melhores.
O terapeuta Ney Silva aplicou Hipnose com objetivo de promover o relaxamento muscular e também melhorar a qualidade de vida principalmente de quem tem a chamada dor crônica.
O vice-prefeito Paulo Aquino acompanhado da filha Mariana Aquino foram prestigiar os serviços de ação social. Admirador das terapias holísticas especialmente acupuntura, Paulo Aquino gostou das atividades desenvolvidas pelos terapeutas.Apenas para relaxar um pouco, ele aceitou uma rápida sessão de hipnose. Disse ter se sentido muito bem durante o procedimento.




O presidente da Associação Comunitária São Brás, Hamilton Santos gostou bastante da inclusão das terapias holísticas. Segundo ele, nos próximos eventos da entidade pretende ampliar ainda mais os serviços do projeto Terapias Holísticas Integradas.

domingo, 16 de outubro de 2011

Médico afirma em seminário: Quem tem uma crença pode reduzir a possibilidade de ficar doente


Ney Silva


Apesar de não haver um consenso a saúde não pode mais ser vista apenas do ponto de vista biológico, psicológico e social como estabelece a OMS-Organização Mundial da Saúde. É o que afirma o vice-presidente da Associação de Medicina e Espiritismo do Brasil, o psiquiatra Roberto Lúcio Vieira de Sousa.


Ele esteve neste final de semana em Feira de Santana juntamente com o médico homeopata Andrei Moreira para ministrar o seminário Saúde e Espiritismo promovido pelo CRE-03 (Conselho Regional Espírita). O evento foi realizado no auditório da Seef ( Sociedade de Estudos Espíritas Feirenses), no bairro Ponto Central.
Roberto Lúcio que também é diretor clínico do Hospital Espírita André Luiz em Belo Horizonte e co-autor de livros que abordam os aspectos das doenças físicas e espirituais, apresentou no seminário temas  contidos nos livros " Porque Adoecemos e  "doenças ou transtornos espirituais?"


Explica o doutor Roberto que existem vários trabalhos em todo o planeta que mostram que as pessoas com uma uma vida religiosa tem possibilidade de adoecerem três vezes menos do que aquelas que não tem uma crença. " Essas pessoas quando adoecem tem uma tendência a melhorarem cinco vezes mais rápido do que aquelas que não tem uma crença religiosa", afirmou.


Questionado sobre que ações podem melhorar efetivamente a vida das pessoas além da prática religiosa, Roberto Lúcio disse que quem está sintonizado com Deus, buscando o seu bem-estar e  o da sua comunidade, o trabalho do bem voltado para ética, caridade e amor tem uma condição de saúde melhor.


O médico esclarece ainda que a saúde do ponto de vista espírita tendo como base o que informa o espírito de Josef Gleber, se caracteriza pela real conexão criatura-criador. Já o espírito de Emanuel através da mediunidade de Chico Xavier informa que saúde é a perfeita harmonia da alma.
O médico Andrei Moreira que é presidente da Associação de Medicina e Espiritismo de Minas Gerais, autor do livro " Cura e Auto-Cura uma visão médico espirita" e co-autor do livro " O Homem Sadio", realizou o seminário baseando-se na proposta 
contida em seu livro.


Ele concorda com a opinião do colega Roberto  Lúcio sobre a questão saúde versos doença. " A gente não pode se basear na cura apenas nas questões físicas. É preciso entender que o corpo não é como um carro que troca-se uma peça estragada. " afirma.


Segundo Andrei, o corpo é como se fosse uma televisão mostrando em sinais e sintomas o que se passa na alma. Além disso, diz o especialista,  de que a forma como nós conduzimos nossos pensamentos, sentimentos e o nosso próprio comportamento vai determinar a nossa situação de saúde.


Ele acha que sem uma mudança de atitude e uma abertura de consciência sobre quais atitudes ferem as leis divinas, do amor e sem entendermos quais comportamentos e sentimentos estão em desequilíbrio fica difícil ter saúde.


Sobre o uso de medicamentos, Andrei Moreira destaca que mesmo eles tendo efeitos colaterais são bençãos de misericórdia do criador para que se possa aliviar  sofrimentos. " Mas não pode ficar só nisso porque senão é como se déssemos uma mão de tinta em parede morfada", afirmou. Nesse situação diz o médico, o problema do morfo vai ser resolvido mas a infiltração continua e a questão não será solucionada.


Ele defende que  além do medicamento é necessário se fazer um movimento de auto conhecimento e auto descoberta com duas questões relevantes. Porque eu vivo com essa doença e para quê eu vivo com ela.


O porque serve para se descobrir como a doença se construiu na vida. Nessa abordagem se inclui atitudes, comportamentos e circunstâncias que geraram a enfermidade. Já o para quê tem a finalidade da pessoa descobrir qual é o objetivo evolutivo da doença.
Integrante da coordenação da Seef, Maura Lúcia Santos Silva estava muito feliz com a participação do público no seminário. " Esse tema saúde e espiritismo é muito discutido pelo momento que a humanidade atravessa", disse.


Ela destaca que a promoção de seminários é tarefa do CRE-03 e da casa espírita." O conselho promove a união das casas e quando realizamos esses eventos estamos em acordo com as demais instituições", afirmou.
Durante o seminário realizado na tarde de sábado (15) e na manhã de domingo (16) foram vendidos livros e DVDs dos dois médicos. A procura foi tão grande que o público preencheu uma lista de pedidos. O livro e o DVD " Cura e Auto Cura" de Andrei Moreira foi um dos mais procurados.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Terapias Holísticas beneficiam comunidade durante projeto social do Acorda Cidade

Ney Silva


O Projeto social Repórter Mirim por um Dia do programa Acorda Cidade da Rádio Sociedade, desenvolvido nesta quarta-feira (12), na casa de eventos Garage em Feira de Santana, incluiu mais uma vez em sua 11ª edição as terapias holísticas.
Com apoio da escola de cabeleireiros Caabel da empresária Cida Almeida, foram oferecidos á comunidade atendimentos como limpeza de pele, corte de cabelo e terapias integrativas.
O terapeuta Carlos Alberto que trabalha com acupuntura atendeu dezenas de pessoas. A aplicação  da terapia é tão relaxante que teve gente que dormiu durante o procedimento que dura em média 20 minutos.
O massoterapeuta Geisel Santos também ajudou bastante adultos e crianças e terem uma melhor qualidade de vida. Com  habilidade e dedicação ele beneficiou muitas pessoas com  massagens relaxantes.


O terapeuta Ney Silva e a terapeuta Miralva Alexandre através do projeto Terapias Holísticas Integradas também colaboraram com o atendimento ás pessoas.
Miralva Alexandre aplicou Reiki e Quelação. Durante o trabalho foi possível observar como as pessoas afetadas pelo estresse do dia a dia relaxaram.
A hipnose, uma terapia integrativa feita através da sugestão ao sub-consciente das pessoas, também foi muito procurada pelo público. O terapeuta Ney Silva foi  solicitado para fazer os atendimentos.


Movidos  pela curiosidade sobre os efeitos da hipnose, dezenas de pessoas com problemas como dores de cabeça e na coluna cervical, cólicas menstruais, deficit de atenção, insônia, irritabilidade e estresse puderam comprovar os efeitos imediatos da terapia.
O vereador Carlos Alberto Costa da Rocha (Frei Cal), que é um incentivador das terapias complementares foi acompanhar a ação dos terapeutas.Ele reconhece a importância do trabalho e defende que os serviços sejam incluídos nos tratamentos da medicina convencional.


O organizador do projeto Repórter Mirim por um Dia, radialista Dilton Coutinho e a diretora comercial do programa Acorda Cidade, Vone Santana foram  pessoalmente agradecer aos terapeutas pelas ações desenvolvidas.


As terapias holísticas vem avançando no Brasil e no mundo. Ainda discriminados pela ação voraz de alguns profissionais de saúde e de laboratórios na busca gananciosa em oferecer medicação sintética cheia de efeitos colaterais, os terapeutas não vem tendo principalmente na Bahia, oportunidade junto ás prefeituras e ao governo do estado para atuar  de forma livre complementando a ação de médicos, psicológos, fisioterapeutas entre outros.


Vale salientar que esse atraso com relação as terapias holísticas e o serviço público de saúde acontece na Bahia por falta de interesse político. No Rio Grande do Sul os postos de saúde e as policlinicas tem até salas para meditação. Em João Pessoa, na paraíba a Prefeitura vem organizando esses procedimentos.


No estado de São Paulo, os hospitais Albert Einstein e Sírio Libanês tem atendimento com terapias integrativas desenvolvidas com sucesso. Pesquisas em todo o mundo vem comprovando que as terapias complementares aplicadas com supervisão de pessoas devidamente habilitadas tem raros efeitos colaterais e de um modo geral causam bem estar, melhorando a qualidade de vida de adultos e crianças.


Confira mais fotos da ação dos terapeutas holísticos